Passa Quatro - MG
Terras Altas da Mantiqueira
Estrada Real

Receba novidades pela nossa newsletter

História

Sobre a cidade

A Estância Hidromineral de Passa Quatro está situada no sul do estado de Minas Gerais, compondo o Circuito Terras Altas da Mantiqueira. É uma cidade turística e, portanto possui diversos atrativos. (para saber mais sobre o turismo em Passa Quatro, clique aqui).

Como uma típica cidade do interior de Minas é acolhedora, tendo uma população de pouco mais de 15 mil habitantes (15.285 habitantes, de acordo com o censo realizado pelo IBGE em 2007) e um povo super acolhedor.

 

História

Remonta ao tempo da bandeira de Fernão Dias Paes Leme em 1674 a origem dessa cidade encravada na Serra da Mantiqueira no sul do Estado de Minas Gerais. Situada logo após um marco geográfico bastante notável na Serra, a Garganta do Embaú, por onde passou a expedição liderada por aquele bandeirante, teve sua localização descrita em documentos que dão origem ao nome da cidade. Consta também expedições de Jacques Felix, fundador de Taubaté, e seu filho de mesmo nome, em expedições anteriores, datadas de 1646, pela região que podem ter dado origem ao povoamento mais antigo. Este caminho ficou conhecido, mais tarde, como Caminho Velho da Estrada Real. No caminho descrito por André João Antonil, consta o nome do Ribeirão do Passatrinta, logo após a descida da serra da Amantiqueira, mas segundo nota de Andrée Mansuy Diniz Silva, o nome atual desse afluente do Rio Verde é Passaquatro, ou Passa Quatro.

A região começou a ser povoada mais ativamente na segunda metade do século XIX após ser elevado a Distrito em 1854, servindo de parada para quem atravessava a Mantiqueira e se dirigia à cidade de Pouso Alto pela Estrada Real (Caminho Velho). Em 1884, a antiga Estrada de Ferro Minas-Rio, construída pelos ingleses, contribuiu decisivamente para aumentar o povoamento e desenvolvimento da região, tendo tido em sua inauguração a presença do governante de então, o Imperador D. Pedro II. Em 1888 é separado de Pouso Alto e emancipado como município de Passa Quatro pela Lei 3.657 de 1° de setembro, passando esse dia a ser feriado municipal em comemoração do Dia da Cidade.

A cidade teve como autor de seu projeto inicial de saneamento e coleta pluvial o engenheiro sanitarista Paulo de Frontin, que hoje dá nome uma das praças da cidade, localizada no largo da estação ferroviária.

Em 1912 a cidade abrigou uma expedição científica internacional que veio estudar a ocorrência de um eclipse solar. Na ocasião, cientistas de diversos países, chefiados pelo astrônomo Henrique Morize, diretor do Observatório Nacional, compareceram junto com uma comitiva presidencial, onde estava o Marechal Hermes da Fonseca, presidente da república. O fenômeno foi pouco observado devido às más condições atmosféricas naquele dia.

Foi palco de dois episódios militares do século XX, as revoluções de 1930 e 1932 (em tal Revolução, atuou como médico no hospital municipal o futuro presidente Juscelino Kubitschek. Em 1941 foi considerada Estância Hidromineral pelas propriedades medicinais de várias de suas fontes de águas óligo-minerais, radioativas na fonte, principalmente devido à grande concentração de radônio e torônio.

Cronologia

A região de Passa Quatro em Minas Gerais possui mais de trezentos anos de história e cem anos como município. Abaixo pode ser visto os principais momentos dessa história.

Século XVII

22 de junho de 1674: Partida da bandeira de Fernão Dias Pais de São Paulo com destino aos “Sertões das Gerais”, entrando na região pela Garganta do Embaú. No brasão da cidade consta a data de 1673.

Século XVIII

1° de novembro de 1717: O Conde de Assumar passa pela região de Passa Quatro, durante sua viagem do Rio de Janeiro a Mariana, para assumir o cargo de primeiro governador da capitania de Minas Gerais.

1733: Pedido de Domingos Rodrigues Correia ao governador da Capitania das Minas a fim de obter uma sesmaria, alegando ter sido o primeiro povoador das terras ao sul onde vivia “com mulher e filhos e mais família”. Afirmava também, que tal sesmaria lhe havia sido concedida pelo Conde de Assumar, mas como não tinha provas disso refazia o pedido.

2 de outubro de 1733: Concessão de Carta de Sesmaria, pela Coroa Portuguesa, a Domingos Rodrigues Correia, dando-lhe posse de “meia légua de terra” no sítio então já denominado Passa Quatro.

1750: Construção da primeira igreja no local.

Século XIX

2 de março de 1822: Chegada à região da missão científica do naturalista Auguste de Saint-Hilaire.

1850: Fundação do arraial de Passa Quatro pelo casal José Ribeiro Pereira e Ana Mota Pais.

11 de maio de 1853: Instituição canônica da primeira capela.

24 de maio de 1854: Criação do distrito de Passa Quatro, pertencente ao município de Baependi e estabelecimento de suas divisas territoriais pela Lei Provincial n° 693, art. 2° e art. 5°.

13 de julho de 1868: Criada a paróquia de São Sebastião de Passa Quatro, pela Lei Ministerial n° 1.493, sendo designado seu primeiro vigário, o padre José Narciso da Silva Soares'.

19 de dezembro de 1874: A freguesia de Passa Quatro é incorporada ao município de Pouso Alto pela Lei Provincial n° 2.461

3 de junho de 1876: O Governo Imperial do Brasil aprova o projeto de construção de uma ferrovia no sul de Minas Gerais ligando a capital federal ao centro do estado.

11 de junho de 1876: Criação da primeira escola pública de instrução primária, aberta exclusivamente para o sexo masculino, pela Lei Provincial n° 2.301.

21 de abril de 1881: Início da construção da Estrada de Ferro Minas e Rio pela “The Minas and Rio Railway”, ligando Cruzeiro (São Paulo) a Três Corações do Rio Verde (Minas Gerais).

5 de maio de 1883: Inauguração do túnel da Mantiqueira, ligando São Paulo a Minas Gerais, contando com a presença da comitiva imperial, que foi fotografada por Marc Ferrez.

14 de junho de 1884: Inauguração da Estrada de Ferro Minas e Rio pelo Imperador D. Pedro II

25 de junho de 1888: Envio de um abaixo-assinado pela população passaquatrense à Assembleia Legislativa da Província, solicitando a criação do município. Tal petição foi assinada por 134 cidadãos entre os quais se encontravam: Antônio Ribeiro Pereira, que era fazendeiro e juiz de Paz, Francisco Ribeiro da Mota, segundo juiz de Paz, Esmeraldo Francelino da Silva, professor público, Ângelo Rafael D'Alessandro, negociante, Bernardo da Silva Brito, diretor do Atheneu Passaquatrense, José Fernandes de Barros, padeiro, Joaquim José Diniz, açougueiro, Frederico Marques, Antonio Gianetti, artífice, Cirilo Guedes, caixeiro, Henrique Turner, artífice, Antônio Luz da Silva Pinto, negociante, Citti Natalli, negociante, G. Powell, inspetor da Empresa Minas and Rio Railway, Robert H. Powell, estudante, Cláudio Vieira da Mota, foguista, João Correia da Silva, lavrador, Joaquim Rodrigues Nogueira, maquinista, e Artur Tibúrcio Ribeiro, caixeiro.

7 de junho de 1888: Emissão de um ofício da câmara municipal de Pouso Alto à Assembleia Legislativa Provincial com moção de aprovação e apoio à pretensão do povo da cidade.

1º de setembro de 1888: Criação do município de Passa Quatro pela Lei Provincial n° 3.657, transcrita abaixo. Por este motivo a data é comemorada hoje como aniversário da cidade e também é feriado municipal:

Lei nº 3657 de 1° de setembro de 1888
Eleva à categoria de Villa, sem foro, a freguezia de Passa Quatro.
O Barão de Camargos, Vice-presidente da Provícia de Minas Geras: Faço saber a todos, os seus habitantes, que a Assembleia Legislativa Provincial decretou, e eu sanccionei a lei seguinte:
Art. único. Fica elevada à categoria de de villa, sem for, a freguezia de Passa Quatro; revogadas as disposições em contrário.
Mando, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e execução da referida lei pertencer, que a cumpram e façam cumprir tão inteiramente como nella se contem. O secretário destaProvícia a faça imprimir, publicar e correr, dada no Palácio da Presidecia da Província de Minas Geraes, ao primeiro dia do mez de setembro do anno do nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de nil oitocentos e oitenta e oito, sexagésimo sétimo da Independência e do Império.
Barão de Camargos
Sellada e publicada nesta Secretaria,
aos 20 de outubro de 1888.
Servindo de Secretário
Pedro Queiroga Martins Pereira

13 de dezembro de 1890: Instalação da Câmara Municipal de Passa Quatro, posse dos primeiros vereadores e do Presidente Coronel Antônio Ribeiro Pereira.

31 de janeiro de 1892: Primeira eleição para a câmara municipal.

19 de março de 1892: Inauguração do cemitério municipal. Outras fontes apontam a data de 1 de janeiro de 1900.

Século XX

1907: Inauguração do primeiro estabelecimento comercial destinado a ser um cinema.

1908: Instalação do Sistema de águas e esgotos da cidade com apoio técnico do Dr. Arlindo Gomes Ribeiro da Luz e do Dr. Paulo de Frontin.

1911: Inauguração do primeiro estabelecimento bancário.

15 de novembro de 1911: Inauguração da Usina Hidroelétrica da Gomeira que passou a fornecer energia elétrica à cidade.

29 de junho 1912: Inauguração do Posto Meteorológico, ainda em funcionamento, e que faz parte, atualmente, da Rede de monitoramento meteorológico do INMET.

1912: Passa Quatro recebe a presença de várias personalidades e uma missão científica composta por estudiosos brasileiros e estrangeiros para observação de um eclipse solar total. Naquela época a cidade foi considerada a melhor localização para a observação do fenômeno. Em Passa Quatro a maioria dos observadores ficaram hospedados no sitio do sobrado, do senhor Rodolpho Hess. Hoje o sitio ainda existe, mas a casa original foi demolida, e uma nova foi feita em 1916. Hoje em dia a casa e é patrimonio historico de Passa Quatro . Entre as autoridades presentes se encontravam: o presidente da República, marechal Hermes da Fonseca, o vice-presidente, Venceslau Brás e o diretor do Observatório Nacional, Prof. Henrique Charles Morize.

1° de janeiro de 1913: Inauguração do Orfanato Lar Santana.

30 de setembro de 1921: É realizado um contrato para instalação de uma rede telefônica entre a prefeitura e Ângelo Rafael D'Alessandro.

1925: Elevação da vila de Passa Quatro à categoria de cidade.

14 de julho de 1932: Tropas constitucionalistas paulistas invadem a cidade e explodem a ponte ferroviária nas proximidades da rua Tenente Viotti

29 de julho de 1935: Criação da comarca de Passa Quatro, conforme o decreto Estadual n° 155. Foi instalada no ano seguinte.

1943: Fundação da primeira Assembleia de Deus no município.

23 de novembro de 1954: Inauguração da Rádio Clube de Passa Quatro, hoje Rádio Mineira do Sul.

1968: Pavimentação asfáltica da rodovia MG-158, ligando Passa Quatro a Itanhandu e o alto da Serra, onde passa a se denominar SP-52.

23 de março de 1985: Criação da Escola Estadual Nossa Senhora Aparecida, conforme do Decreto Estadual nº 24540.

29 de dezembro de 1985: Criação da Casa da Cultura de Passa Quatro.

1º de de setembro de 1988: Centenário da criação do município com festejos e a adoção oficial da data comemorativa da criação.

2000: Estudo científico e construção de um Modelo Digital de Terreno (MDT) do Maciço Alcalino do Itatiaia e Passa Quatro, publicado pela UNESP.

Século XXI

2008: Tombamento do Núcleo Histórico da cidade, de acordo com a Lei Municipal n. 1.766/07

2009: Início da Reforma Adminsitrativa no Município, uma mudança na forma de administrar atualizando e melhorando os serviços prestados ao cidadão.

Confira!

Transparencia
Visite Passa Quatro - Saiba como chegar
Onde se hospedar em Passa Quatro
Passa Quatro Gourmet

Telefones úteis

Prefeitura | 3371-5000
Câmara | 3371-2299
Fórum | 3371-2171
Delegacia | 3371-2166
PM | 3371-2390
Rodoviária | 3371-2131
C. Tutelar | 3371-3621
Prt-socorro | 3371-2567

Brasão Oficial de Passa Quatro

Desenvolvido por Castello Branco Design Castello Branco Design